World

Seleção portuguesa apoia inovações do European Tour

Ricardo Melo Gouveia e Pedro Figueiredo já não estão a competir este sábado no GolfSixes em Cascais; mas regressaram ao Oitavos Dunes; para treinar; confraternizar com os fãs e assistirem às rondas finais do torneio do European Tour de um milhão de euros em prémios monetários; 200 mil dos quais para a equipa vencedora; e aproveitaram para aprovar as inovações que este torneio entre 16 seleções nacionais introduzem no golfe.

“Foi um dia muito divertido; o público esteve ótimo, sempre a apoiar-nos e é ótimo ver alguns jovens a começarem a aparecer”;disse Ricardo Melo Gouveia, que já tinha disputado a primeira edição do GolfSixes em Inglaterra, ao lado de Filipe Lima; mas que pela primeira vez experimentou a sensação de jogar em casa num torneio que convida os espectadores a serem mais entusiastas; mais ruidosos no apoio às suas seleções nacionais.

“O golfe deveria tomar um bocadinho mais esse rumo. Em vez de ser aquele desporto sério, com muito silêncio; acho que isto entusiasma mais as pessoas e para nós, jogadores, falo por mim; afeta-me pouco haver mais barulho do tee (saída), com música a tocar, até acaba por descontrair mais um pouco. Se o golfe enveredasse mais por esse caminho seria bom”, afiançou, por seu lado, Pedro Figueiredo; que jogou pela primeira vez esta competição. ‘Figgy’ é atleta do Sport Lisboa e Benfica;assim, é muitas vezes visto no Estádio da Luz a assistir a jogos de futebol e sonha que o golfe possa vir ser igualmente uma festa. O GolfSixes em Cascais é um começo.

no entanto,Outras das inovações são os confrontos em apenas seis buracos; e o cronómetro no buraco 4 que força os jogadores a executarem todas as pancadas; num limite máximo de 30 segundos.por fim, A ideia é tornar o golfe num desporto mais rápido.


Via
Record
Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close