Ténis

“Nadal e Federer continuam no topo porque os jovens são maus”

Ténis

O ex-tenista russo de 38 anos visa a falta de competitividade

Marat Safin, antigo tenista russo que terminou a carreira aos 29 anos, por culpa de problemas no joelho, repassou o percurso e visou a falta de competitividade na modalidade.

“O ténis está bastante diferente. Pertenço a outra geração, não tínhamos internet em tablet, éramos mais como uma família. Agora cada tenista tem sete treinadores, cinco assessores, quatro médicos, cinco preparadores físicos…os miúdos são mais introvertidos, mas é assim em todo o lado, não é só no ténis”, atirou Safin, em entrevista ao diário espanhol Marca.

Safin cruzou-se nos courts com Nadal e Federer, e recusa-se a eleger um ou outro como o melhor de sempre no ténis. “Fico com os dois, são estilos diferentes. Há quem prefira o touro Nadal e há quem goste mais da elegância do Federer”, afirmou, sem no entanto lançar uma crítica à falta de competitividade.

“O facto de Nadal e Federer ainda serem o número um e dois do circuito é bastante mau para o ténis. No meu tempo, se não ganhavas um torneio ATP aos 17 anos eras um falhado. Agora, ganhas aos 25 e és membro da ‘Next Generation’. Nadal e Federer ainda estão no topo porque os jovens são muito maus”, atirou Marat Safin, hoje com 38 anos.

Nadal tem 32 anos e Federer 37.

Fonte: O Jogo.

Origem
O jogo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close