Futsal

BENFICA QUER “REVALIDAR O TÍTULO” NA TAÇA DE FUTSAL, UM “OBJETIVO” DO SPORTING

Os dois ‘capitães’ dos eternos rivais de Lisboa fizeram hoje a antevisão das meias-finais da Taça de Portugal

O Benfica “quer revalidar o título” da Taça de Portugal de futsal, segundo o ‘capitão’, Bruno Coelho, mas João Matos, do Sporting, diz que o troféu também é “um objetivo”, na conferência de antevisão das meias-finais.

Os dois ‘capitães’ dos eternos rivais de Lisboa fizeram hoje, perante cerca duas centenas de alunos da escola secundária de Rio Tinto a antevisão das meias-finais, nas quais Benfica e Sporting se defrontam no sábado, no Pavilhão Multiusos de Gondomar,

Os dois jogadores, internacionais portugueses e campeões europeus definiram o ‘dérbi’ como “um bom espetáculo do futsal”.

“Vai ser um jogo intenso, as expectativas são altas. Queremos estar mais uma vez na final, somos os detentores da Taça e queremos revalidar o título. Espero que o futsal ganhe com isso, haja espetáculo e seja um grande jogo. É uma final antecipada, um dérbi que não difere muito do ano passado”, disse Bruno Coelho.

O Benfica, detentor do troféu, pretende igualar o feito da Fundação Jorge Antunes, ao erguer a Taça em duas épocas consecutivas, então em 2000/2001 e 2001/2002.

Depois de uma fase regular do campeonato ‘imaculada’, com 25 vitórias e um empate, e de uma derrota na final da Liga europeia, contra o Inter Movistar, por 5-2, o Sporting almeja a conquista da Taça, que sempre foi “um objetivo”, segundo João Matos.

“Um jogo de extrema atitude, compromisso, querer e vontade de ambas as partes. Vai ser um jogo de detalhe e do mínimo erro. O Sporting-Benfica é sempre intenso e competitivo, e a equipa q errar menos vai ganhar. A parte mental e motivacional tem sempre um peso importante”, explicou.

Sobre a outra meia-final, só houve a possibilidade de ouvir o capitão do Fabril, Joãozinho – devido à ausência do capitão do Modicus, Gabri –, que atribuiu o favoritismo à equipa de Sandim, mas disse ter “umas cartinhas para surpreender e passar à final”.

“Estamos motivados, nunca pensamos em chegar aqui. É uma oportunidade única para todos, para o clube. Acho que isso é a maior força que temos neste jogo e para seguir à fase seguinte. Temos de sofrer menos golos, isso foi um grande problema esta época para a nossa equipa”, afirmou, acrescentando ainda que este “é o melhor fim de semana de futsal, o viver de um sonho”.

As perguntas dos alunos centraram-se na conquista do campeonato europeu pela seleção nacional, como o que ia na cabeça de Bruno Coelho quando marcou o livre direto decisivo para a conquista, com o atleta a responder que guarda em si “a reação dos colegas e as pessoas atrás da baliza a festejar, um sentimento de dever cumprido”, alertando aos jovens para se focarem nos estudos, porque “o mais importante é o futuro”.

Sobre as expectativas para o Mundial de seleções, João Matos admitiu que “acresce a responsabilidade de ser campeão europeu”, mas garantiu que estão preparados, e revelou que o segredo da conquista europeia foi “encarar todos os jogos como uma final” e que vai ser assim que vão encarar a próxima competição.

Origem
Sapo Desporto

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close