FutebolInternacionalMundial 2018World

“Vejam o que o Pepe está a fazer, escrevam a verdade”, aponta o selecionador de Marrocos

Mundial 2018

O selecionador marroquino, Hervé Renard, analisou o encontro entre Portugal e Marrocos, da segunda jornada da fase de grupos do Mundial’2018

Arbitragem: “Não cabe a mim comentar sobre a arbitragem. Só peço que observem, que analisem as repetições das jogadas, porque uma falta deveria ter sido marcada (golo de Portugal). Um erro, uma falta cometida e Cristiano, como sempre, apareceu. Não fomos muito eficazes, mas gostaria de ser franco. Vejam esse canto e o que o Pepe está a fazer. Façam análise e escrevam a verdade. Se criticar os árbitros também vou ser criticado e vou ser punido, sancionado. Devem escrever que estamos muito orgulhosos do nosso desempenho. Pode parecer estranho, mas a equipa sente. Vamos jogar com a Espanha e tentar terminar da melhor forma possível”.

Desempenho de Marrocos: “Não estou desapontado com desempenho, mas muito feliz. Muito orgulhoso da minha equipa, dos meus jogadores, destes pais. Do meu staff, de toda a gente”.

Orgulho na seleção: “Não estou aqui para comentar quem foi eleito melhor em campo (Cristiano Ronaldo), não é a minha função. Mas tenho a certeza é que todo o povo marroquino está orgulhoso da sua seleção. Há dois anos e meio começamos aventura juntos, estamos no mundial, no 41.º do ranking. Classificamo-nos para Campeonato do Mundo após 20 anos. Demonstrámos que sabemos jogar futebol. Provamos isso durante os dois jogos”.

Eficácia: “Certamente é mais fácil jogar com um jogador que tem uma hipótese de rematar e conseguir finalizar. Mas estamos a lidar com Marrocos, temos jogadores de alto nível, apesar das dificuldades desta partida, devíamos ter sido mais felizes no Mundial. Assim como no jogo de abertura, também hoje tivemos muitas oportunidades de golo. É futebol. Os que sabem como trabalhar na pequena área são os que muitas vezes fazem a diferença. Houve ousadia, jogamos na defesa contra uma equipa muito boa no contra-ataque e arriscamos bastante. Não conseguimos marcar golos que deveríamos, mas neste estádio os marroquinos saíram orgulhosos da equipa”.

Fonte: O Jogo.

Origem
O Jogo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close