Sporting

Sousa Cintra confiante em receber 18 milhões de euros por Rui Patrício

O presidente da SAD do Sporting, Sousa Cintra, disse hoje que os 'leões' vão receber cerca de 18 milhões de euros pelo guarda-redes Rui Patrício, que tinha rescindido o contrato, alegando justa causa.

“Estamos a resolver isso. O Patrício quis sair e não há volta a dar. A verba que o Sporting vai receber ronda os 18 milhões, um pouco menos”, disse o dirigente, em entrevista à SIC, referindo estar a falar com os ingleses do Wolverhampton, clube que subiu esta época à primeira liga inglesa e é orientado pelo português Nuno Espírito Santo.

Depois de Bruno de Carvalho ter sido destituído da presidência do clube e da SAD ‘leoninos’, Sousa Cintra foi a pessoa escolhida para liderar a SAD e uma das suas primeiras ações tem sido o tentar recuperar os jogadores que avançaram com as rescisões de contratos após o ataque à Academia de Alcochete.

Sousa Cintra confirmou que está em negociações com vários dos jogadores que saíram alegando a rescisão com justa causa e, apesar de não prometer que a maior parte regresse, manifestou a esperança de que isso possa suceder.

As finanças do Sporting são outro problema que preocupa, mas o dirigente, que já tinha passado pela liderança do clube, desdramatiza, salientando que os ordenados de junho estão pagos e que os próximos também serão.

“Quando concorri às eleições há 20 anos, o Sporting não pagava há sete meses. Entrei e honrei todos os compromissos. Voltei para ajudar novamente e posso dizer que a tesouraria não está boa, mas o Sporting pagou os ordenados deste mês e vai honrar os seus compromissos com funcionários e atletas”, frisou.

Enquanto elogiava o novo treinador, José Peseiro, outro regresso aos ‘leões’, Sousa Cintra foi crítico com o treinador sérvio Sinisa Mihajlovic, uma contratação de Bruno de Carvalho, entretanto dispensado pelos ‘leões’, e mostrou-se convicto de que o Sporting não terá de pagar qualquer indemnização ao técnico, alegando que este ainda estava dentro de um período de experiência.

Sousa Cintra disse ainda que Mihajlovic terá efetuado alguns “disparates”, como alterar o estágio de pré-época definido pelo treinador Jorge Jesus, que entretanto saiu paraq um clube árabe, que terá custado aos ‘leões’ 300 mil euros.

Origem
Sapo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close