Sporting

PATRÍCIO CONFIRMA QUE JESUS FOI DESPEDIDO DEPOIS DO JOGO COM O MARÍTIMO

Na carta de rescisão, em que descreve vários momentos de tensão entre a equipa e o presidente Bruno de Carvalho, Rui Patrício refere várias reuniões. Depois da derrota na Madeira, ficou marcado um encontro para 14 de maio à tarde.

«Antes da reunião com os jogadores, o presidente reuniu com a equipa técnica e informou-os que o Sporting não contaria mais com eles», escreve.

«Ou seja, a 6 dias (…) da final da Taça de Portugal, o presidente entendeu que a melhor maneira de dar estabilidade ao grupo de trabalho para poder disputar esse jogo (…) até porque, a vitória nesse troféu seria a única maneira de conseguir o acesso direto à fase de grupos da Liga Europa, foi despedir a equipa técnica!», continua.

O guarda-redes garante que, depois, o presidente não transmitiu aos jogadores esta decisão e «teve com os jogadores uma conversa estranha», estando «calmo» e perguntando se todos estavam preparados para jogar a final da Taça.

Também aí, o treino «foi antecipado de quarta para terça-feira».

Quanto a Jesus, «ia dizer isso a todos os jogadores no treino, mas como não havia nota de culpa, manter-se-ia no exercício das suas funções».

Via
A Bola

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close