FutebolSporting

Mesmo sem brilhar, Sporting vence e deixa Portimonense feito num… ‘oito’

Leões começaram a perder, mas acabaram por alcançar a reviravolta e o terceiro lugar do campeonato. Quanto ao Portimonense já não vence para a I Liga há oito jogos.

O Sporting está de regresso ao pódio do campeonato. Os leões recuperaram este domingo o terceiro lugar na I Liga depois de uma vitória suada frente ao Portimonense em Alvalade. Depois de estarem a perder por 0-1, após um golo de Jackson Martínez, os verde e brancos tiveram de correr atrás do resultado.

Mathieu e um auto-golo de Jadson foram suficientes para carimbar a reviravolta no marcador num leão que começou desinspirado e terminou perdulário.

Resumo

As promessas são para cumprir, como se costuma dizer. E o Sporting entrou nesta partida a prometer, mas foi apenas fogo de vista. Logo aos dois minutos, Battaglia teve o golo na cabeça. Muita posse nos primeiros minutos davam também a entender que a equipa orientada por Silas iria ter um grande caudal ofensivo até chegar ao golo. Assim não aconteceu…

Com Vietto e Mathieu de regresso ao onze, os leões foram perdendo gás e o Portimonense aproveitou. Os algarvios foram-se aventurando no ataque e o jogo ganhou equilíbrio. No entanto, Jackson Martínez ainda faz toda a diferença com alguns metros de espaço, apesar de estar longe da sua melhor forma. Com um simples toque, o colombiano tirou Neto da frente e rematou para o 1-0 na partida. Maximiano ainda tocou, mas a bola acabou por bater no poste e entrar.

Estava inaugurado o marcador aos 26 minutos, mas o Sporting reagiu de seguida. Através de bola parada, Mathieu protagonizou um dos momentos da tarde. Livre soberbo do central francês para o empate em Alvalade.

Contudo, e apesar do golo, o Sporting deixava denotar as dificuldades na criação de jogo e na falta de ideias ofensivas. Muitos passes mal medidos, muitas desatenções fizeram com que os leões só conseguissem criar perigo em lances de bola parada no primeiro tempo deste encontro.

No segundo tempo, Silas lançou Jovane e esta foi uma ‘cartada’ que acabou por servir como ‘joker’. O Sporting deixou o sistema inicial de 3 centrais e Jovane alinhou sobre o lado esquerdo, com Rafael Camacho do lado direito.

Não se pode dizer que os leões mudaram do dia para a noite, mas as melhorias acabaram por ser significativas. E, como já referimos, Jovane foi essencial nessa subida exibicional e acabou por estar também ele ligado ao golo que ofereceu os três pontos e o terceiro lugar ao Sporting. Aos 72 minutos, Acuña cruzou do lado direito e o jovem extremo leonino cabeceou ao segundo poste à procura de Sporar. O avançado não chegou à bola porque Jadson cortou… para dentro da própria baliza.

Depois do 2-1 alcançado, o Sporting parece que começou a jogar de forma mais ‘aliviada’. Os passes saíam com a direção mais afinada, as combinações já entravam à primeira e os remates foram vários os que podiam ter aumentado a vantagem leonina. Isto, também, fruto também de alguma desconcentração do Portimonense, diga-se.

Ainda assim, o Sporting pareceu ficar tranquilizado por estar na frente do marcador e só não ampliou a vantagem porque a pontaria não foi a melhor, nalguns casos, ou foi demasiada, como o remate de Wendel ao poste. No entanto, os três pontos ficam em Alvalade e o Sporting passa agora a somar 35, ultrapassando assim o Sp. Braga (34) na classificação.

Já o Portimonense não se livra de um pesadelo que tarda em terminar. Os algarvios estão sem vencer para o campeonato há oito jogos e este domingo ainda podem cair para o último lugar da I Liga, caso o Aves vença o Rio Ave.

Via
Noticias ao Minuto

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close