FC PortoFutebol

Sérgio Conceição, as malas dos cinco filhos e a “carta branca sem cheque”

Treinador aborda a sua situação no FC Porto e lembra conquistas desde a sua chegada como a contratação que “já teve sete vezes o retorno”

Depois do empate com o Rio Ave, Sérgio Conceição sugeriu sair do FC Porto no final da temporada, palavras que os adeptos não gostaram de ouvir. Esta sexta-feira, em conferência de imprensa de lançamento ao jogo com o Aves (amanhã, 20h30), o técnico dos azuis voltou ao tema.

Fazer as malas e ir embora: “São várias malas, pois eu tenho cinco filhos… (risos) Não há quente nem frio. Eu sou aquilo que sou e tenho uma só palavra. Ponto. Se o presidente achar que eu devo ficar e se eu achar que nós temos condições para lutar por títulos, obviamente que fico porque gosto muito do FC Porto, gosto muito desta casa e pertenço a esta casa.”

Dou sempre a cara. Dou a cara por uma equipa que deu muito. Não podemos esquecer o que era o FC Porto quando cheguei aqui: sem poder fazer uma aquisição… Este ano temos uma contratação que custou um bocadinho mais e já teve sete vezes o retorno. O resto foi no mercado nacional. Um comentador dizia que eu tinha carta branca no mercado, mas se calhar é carta branca sem cheque. O que fizemos depois do jogo de Vila do Conde… Foi de uma frustração enorme, mas fomos agradecer ao público que tem sido um apoio enorme. Não era por perdermos que íamos virar a cara.

Via
Record
Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close