FutebolInternacional

Ronaldo à beira de alcançar pleno em Itália e o 31.º título da carreira

Cristiano Ronaldo prepara-se, esta quarta-feira, para conquistar aquele que pode ser mais um título na sua já recheada carreira. A Juventus vai defrontar, na noite de hoje, o Napoli na final da Taça de Itália, naquele que é o 26.º jogo decisivo a uma mão para o astro português. Esta será a 30.ª final de toda a carreira, se às já referidas 26 juntar-mos a quatro Supertaças de Espanha, todas elas a duas mãos.

Num Estádio Olímpico de Roma que estará sem público, dado que a final acontecerá à porta fechada devido à pandemia do novo coronavírus, o internacional português poderá alcançar aquele que será o 31.º título em toda a carreira e fechar um pleno de conquistas internas em Itália, algo que já aconteceu aquando da sua passagem por Espanha e Inglaterra.

Ronaldo disputará, esta noite, a terceira final desde que representa a formação de Turim, e terá, assim, oportunidade de repetir o feito que alcançou em Inglaterra, ao serviço do Manchester United, e em Espanha, em nove temporadas pelo Real Madrid.

Na época passada, o camisola sete dos ‘bianconeri’ conquistou a Supertaça diante do AC Milan (1-0), encontro no qual até marcou o golo decisivo, título ao qual juntaria o campeonato no final da temporada. Para completar o triplete faltou a conquista da Taça de Itália, prova em que a ‘Vecchia Signora’ caiu com estrondo nos quarto de final, após uma derrota por 3-0 diante da Atalanta.

Nesta época, a Juventus mostrou-se intransponível na prova e, na passada sexta-feira, qualificou-se para a final, apesar de Ronaldo ter desperdiçado uma grande penalidade, já que o nulo em casa foi suficiente, após o 1-1 alcançado Milão, onde o português marcou, de penálti, aos 90 minutos.

A estas duas finais junta-se a perdida para a Lazio no final do ano passado, e a contar para a Supertaça italiana. Num jogo decisivo que aconteceu em Riade, na Arábia Saudita, Maurizio Sarri, que este ano chegou a Turim, acabaria por perder a sua primeira final ao serviço da Juventus, saindo derrotado por 3-1.

31.º título ao alcance. Champions e Europeu no palmarés

Aos 35 anos, Cristiano Ronaldo poderá alcançar aquele que será o 31.º título na já longa carreira de futebolista profissional. Desde Ligas dos Campeões a Supertaças Europeias, passando também pelo Campeonato da Europa de 2016 ou a Liga das Nações, o internacional luso conquistou títulos por todos os países em que passou.

Em Inglaterra, e ao serviço do Manchester United, o jogador luso arrebatou a Taça logo na primeira temporada (2003/04), duas Taça da Liga (2005/06 e 2008/09), três Premier League de forma consecutiva (2006/07, 2007/08 e 2008/09) e a Supertaça (2007/08). ‘Fora de portas’, arrebatou, ainda, a Liga dos Campeões, em 2007/08, e o Mundial de Clubes, em 2008/09.

Já nas nove temporadas ao serviço do Real Madrid, Ronaldo conquistou o primeiro título em Espanha em 2010/11 quando arrebatou a Taça do Rei, título que voltaria a conquistar em 2013/14. A estes seguiram-se dois campeonatos (2011/12 e 2016/17) e duas Supertaças (2012 e 2017). Mais importante do que os títulos internos, Ronaldo brilhou nas provas continentais: quatro vitórias na ‘Champions’, mais três no Mundial de Clubes e duas na Supertaça Europeia.

A maior das vitórias aconteceu ainda em 2016, quando Portugal se impôs à França na final do Europeu, título ao qual juntou na época passada a Liga das Nações. A estas duas junta-se, ainda, a conquista do Torneio de Toulon, em 2003, o primeiro título da carreira.

Aos 35 anos, Cristiano Ronaldo está à porta de alcançar mais um registo impar na história do futebol.

Via
Noticias ao Minuto

Artigos relacionados

Back to top button
Close
Close