FutebolInternacionalMundial 2018World

Quaresma responde a Queiroz: “Vozes de burro não chegam ao céu”

Jogador desvaloriza declarações de Carlos Queiroz e diz que "o que interessa agora é o Uruguai"

“Estou habituado a sofrer de preconceito ao longo da vida, talvez isso me tenha feito mais forte”. Começa assim a resposta de Ricardo Quaresma, através do Facebook, às declarações feitas pelo seleccionador do Irão, Carlos Queiroz, em entrevista ao PÚBLICO.

“A minha resposta a esse preconceito sempre foi trabalhar mais, lutar mais, para chegar onde sempre sonhei chegar. Sei de onde vim, o que passei para aqui chegar e para onde quero ir e não quero ir sozinho, quero ir com a equipa toda, ser um entre todos”, escreveu ainda.

“Amigos, se é verdade que o povo diz que se deve ter sempre um olho no burro e outro no cigano também é verdade que vozes de burro não chegam ao céu”, diz o jogador numa publicação também feita no Instagram, acompanhada por um meme em que a reacção a “O Queiroz disse…” é uma bofetada e a frase “Já chega, o que interessa agora é o Uruguai”.

Depois da partida de Portugal com o Irão na segunda-feira, e após ter-se queixado do facto de vários jogadores portugueses não o terem cumprimentado, Queiroz disse ao PÚBLICO que “se todos os treinadores que ele [Quaresma] teve falassem dele ficariam alguns anos a falar. Todos, desde o Sporting ao FC Porto”.

“É melhor ficarmos por aqui. Se tiver de dizer alguma coisa sobre mim, que tenha coragem e diga agora. Dizer que eu não respeitei os jogadores portugueses… como é que não os respeitei?”, afirmava. Ainda assim, Queiroz reconheceu “o lance de genialidade do Quaresma” que resultou no golo português frente ao Irão.

Fonte: Publico.

Origem
Publico

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close