Futebol

Mustafá chegou ao Campus de Justiça depois de ninguém saber dizer ao juiz onde estava

Mustafá, líder da claque Juve Leo, já chegou ao Campus de Justiça; onde decorre esta quarta-feira o segundo dia da fase de instrução do processo de Alcochete; mas já antes tinha existido uma situação insólita relacionada com este.

Segundo o ‘Expresso, o juiz Carlos Delca perguntou por Mustafá e ninguém soube responder. Só cinco minutos mais tarde; e depois de questionados os serviços prisionais, foi dito que este estava a caminho das instalações.

Entretanto o arguido Eduardo Nicodemus, também da Juve Leo; começou a ser ouvido, referindo ao juiz que no dia da invasão a Alcochete passou por três seguranças à entrada sem ter sido impedido: “Não me disseram nada”.

Recorde-se que Bruno de Carvalho será ouvido esta tarde.

no entanto,O Ministério Público imputa aos arguidos que participaram diretamente no ataque à Academia do Sporting, em Alcochete; a 15 de maio de 2018; a acusação de coautoria de crimes de terrorismo; de 40 crimes de ameaça agravada, de 38 crimes de sequestro; de dois crimes de dano com violência; de um crime de detenção de arma proibida agravado e de um de introdução em lugar vedado ao público.

por fim,O antigo presidente do clube Bruno de Carvalho, Mustafá e Bruno Jacinto, ex-oficial de ligação aos adeptos, estão acusados; como autores morais; de 40 crimes de ameaça agravada, de 19 de ofensa à integridade física qualificada, de 38 de sequestro; de um crime de detenção de arma proibida e de crimes que são classificados como terrorismo, não quantificados. Mustafá está também acusado de um crime de tráfico de droga.

Via
Record

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

Se clicar em ‘Consinto’ está a confirmar que leu a política de privacidade e que concorda que a MagnetikAlchemy trate os seus dados para:

ConsintoNão Consinto

ConsintoNão Consinto



Não se preocupe, se mudar de ideias, poderá retirar o seu consentimento a qualquer momento exercendo os direitos referidos na política de privacidade.