Futebol

Messi: «Não trocava nada do que ganhei pelo Campeonato do Mundo»

Astro argentino falou sobre uma das suas maiores mágoas

Frequentemente considerado o melhor jogador do mundo e amplamente considerado como um dos maiores jogadores de todos os tempos, Messi possui um recorde de seis prêmios FIFA Ballon d’or/Melhor Jogador do Mundo da FIFA, quatro dos quais ele ganhou consecutivamente e um recorde de seis Chuteiras de Ouro. Ele passou toda a sua carreira profissional no Barcelona, ​​onde é recordista de troféus, conquistando 34 troféus, incluindo dez títulos da La Liga, quatro títulos da Liga dos Campeões e seis Copas do Rei. Certamente, é um goleador prolífico e um craque criativo, Messi detém o recorde de mais gols em La Liga (419), mais gols em uma temporada por um Campeonato Europeu (50), mais hat-tricks na Liga dos Campeões (8) e mais assistências em La Liga (169) e Copa América (12). Ele marcou 685 gols na carreira pelo clube e Seleção.

Assim, O facto de ainda não ter conquistado qualquer competição ao serviço da seleção argentina, é uma das principais mágoas na carreira de Lionel Messi. O jogador do Barcelona, de 32 anos, preferiu salientar tudo o que conquistou na carreira, em entrevista ao ‘Tyc Sports’.

“Claro que gostava muito de ter sido campeão do Mundo, mas não trocava nada do que conquistei em toda a minha carreira; pelo Campeonato do Mundo. Foi isto que Deus me deu. Por alguma coisa é”, disse o astro argentino no excerto divulgado pelo diário espanhol ‘Marca’.
Por Luís Magalhães

Via
record
Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close