FutebolInternacionalMundial 2018World

Messi e CR7. O duelo que o mundo quer à distância de uma eliminatória

Mundial 2018

Primeiro encontro oficial de seleções entre os craques poderá acontecer a 6 de julho caso Portugal e Argentina vençam o próximo jogo. Nos dois particulares entre os craques, um golo e uma vitória para cada lado

Messi e Cristiano Ronaldo dominam o futebol mundial há mais de uma década e, apesar dos 33 jogos oficiais entre os dois nas competições clubísticas – o argentino sempre no Barcelona e o capitão da seleção nacional no Manchester United e no Real Madrid – nunca se defrontaram oficialmente ao nível das seleções.

Já jogaram um contra o outro ao serviço dos seus países, mas apenas por duas vezes e em jogos particulares. E neste contexto verifica-se um empate, que poderá agora ser quebrado se, no próximo sábado, a Argentina vencer a França e Portugal ganhar ao Uruguai. A verificarem-se as vitórias de Messi e Cristiano Ronaldo, Argentina e Portugal marcam encontro para dia 6 de julho no Estádio de Nizhny Novgorod, em partida dos quartos-de-final do Mundial 2018.

Portugal, Argentina, Genebra e Manchester

A primeira vez que os dois craques se defrontaram em jogos de seleções foi num particular em Genebra, na Suíça, a 9 de fevereiro de 2011. Cristiano Ronaldo, que jogou 60 minutos nesse encontro, empatou a partida aos 21′, depois de outro bem conhecido do futebol português, Di Maria, ter aberto o marcador por volta do quarto de hora de jogo. A Argentina viria a ganhar o jogo em cima do apito final e já sem CR7 em campo – saiu aos 60′ – com um golo de… Lionel Messi, de grande penalidade.

A 18 de novembro de 2014, em Old Trafford, Manchester, num estádio que Cristiano Ronaldo bem conhece, novo jogo particular entre os dois países e “vingança” para Portugal e CR7. Ambos os craques jogaram de início e saíram ao intervalo, com o jogo a ser decidido novamente perto do final, mas desta vez para o lado português. Raphaël Guerreiro, então com 20 anos, deu a vitória a Portugal.

Os melhores do mundo, parte 11: o desempate

Além da honra, do orgulho e de uma possível passagem aos quartos-de-final, um possível jogo entre Argentina e Portugal no Mundial 2018 irá certamente ser decisivo no desenlace da já longa batalha entre Cristiano Ronaldo e Messi pelo título de melhor jogador do mundo. Ambos têm cinco vitórias, com o argentino a ter mais presenças no pódio, visto que em 2010 o português não marcou presença no top 3: Messi ganhou e os colegas do Barcelona Iniesta e Xavi ficaram em 2.º e 3.º, respetivamente.

Tirando o já referido ano de 2010, desde 2007, ano em que Kaká foi o vencedor, que Lionel Messi e CR7 marcam presença em simultâneo nos três primeiros lugares na luta anual pelo galardão de melhor futebolista do planeta. E desde 2008 que o prémio vai para o português ou para o argentino, que não têm dado quaisquer hipóteses neste aspeto, dominando completamente.

E este domínio está para continuar, pelo menos para já​​​, depois de Messi ter ganho tudo em Espanha esta época e Cristiano Ronaldo ter ganho a Liga dos Campeões pelo terceiro ano consecutivo e pela quarta vez em cinco anos.

Origem
DN

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close