FutebolSporting

Leão gasta ‘fortuna’ no ataque mas a mira continua desalinhada

Foi um Sporting de ‘ataque’, aquele a que assistimos nos últimos dois anos durante o defeso. Desde a saída de Jorge Jesus, que coincidiu com as chegadas, primeiro, da Comissão de Gestão, liderada por José de Sousa Cintra, e, posteriormente, da direção de Frederico Varandas, os leões investiram maioritariamente em jogadores para o setor ofensivo. A verdade, contudo, é que a aposta realizada em avançados tarda em justificar-se dentro das quatro linhas.

Nas últimas duas temporadas, as primeiras do Sporting no período pós-Jesus, o emblema verde e branco desembolsou mais de 30 milhões de euros em reforços para a sua frente de ataque. Um valor semelhante àquele que investiu para o mesmo setor no total das três épocas nas quais foi liderado pelo agora treinador do Benfica. Mas será que esse investimento no ataque surtiu o efeito desejado? Façamos as contas.

Do ‘céu’ ao ‘inferno’ em apenas um ano

Se em 2018/19 os leões protagonizaram uma das temporadas mais prolíficas dos últimos anos no que ao registo goleador diz respeito, com um total de 72 golos apontados na I Liga, o mesmo não se pode dizer de 2019/20. Na verdade, e tal como o Desporto ao Minuto já havia dado conta, esta foi a época menos concretizadora do Sporting desde 2012/13, quando a equipa realizou a sua pior prestação de sempre no campeonato português, ao terminar na sétima posição da tabela classificativa: no total, os leões ficaram-se pelos 49 golos marcados na última edição da Liga.

O contraste a que se assistiu na hora de atirar à baliza não se verificou, porém, na hora de adquirir jogadores para o ataque; na verdade, o investimento em avançados duplicou na temporada que agora terminou, mas sem os resultados pretendidos.

Contratações do Sporting para o ataque desde a saída de Jorge Jesus

2018/19:

JogadorValor
Raphinha6,5 milhões de euros
Abdoulay Diaby4,5 milhões de euros
NaniTransferência livre de encargos
Luiz Phellype0,5 milhões de euros
Total:11,5 milhões de euros

2019/20:

JogadorValor
Rafael Camacho5 milhões de euros
Luciano Vietto7,5 milhões de euros
Andraz Sporar6,5 milhões de euros
Jesé Rodríguez 2 milhões de euros (taxa de empréstimo)
FernandoTaxa de empréstimo desconhecida
Yannick BolasieTaxa de empréstimo desconhecida
Total:21 milhões de euros

Investimento não se limitou ao ataque

De salientar ainda que, apesar do maior foco dado ao ataque, que mereceu praticamente metade dos esforços financeiros leoninos desde a saída de Jesus, o Sporting não se limitou a reforçar o seu setor ofensivo.

Além dos aproximadamente 32 milhões de euros investidos no ataque, os verde e brancos desembolsaram ainda outros 30 milhões de euros em novos jogadores durante as últimas duas temporadas. Dessa fatia, mais de metade (cerca de 16 milhões) destinou-se à aquisição de defesas, sobrando 10 milhões para o reforço do meio-campo.

Via
Noticias ao Minuto

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

Se clicar em ‘Consinto’ está a confirmar que leu a política de privacidade e que concorda que a MagnetikAlchemy trate os seus dados para:

ConsintoNão Consinto

ConsintoNão Consinto



Não se preocupe, se mudar de ideias, poderá retirar o seu consentimento a qualquer momento exercendo os direitos referidos na política de privacidade.