Futebol

“Já há muitos jogadores em aflição, em situação de fome”

A propagação do novo coronavírus está a ter efeitos nefastos para o futebol, colocado em suspenso ou mesmo cancelado, no caso das provas não profissionais, situação que tem feito com que muitos futebolistas estejam a passar por momentos complicados.

Nesse sentido, Ibraime Cassamá, Paulinho e Daniel Almeida, do Real SC, assim como Hugo Machado, do Loures, criaram um grupo no WhatsApp de forma a recolherem bens de primeira necessidade para os seus colegas de profissão mais necessitados.

Em declarações ao jornal Record, Ibraime Cassamá deu conta do cenário ‘negro’ pelo qual muitos atletas têm de passar durante esta fase.

“Estava a falar com o Hugo e decidimos que tínhamos de fazer alguma coisa. Há companheiros que já passaram a fase de aflição, já há muitos jogadores em situação de fome. Por isso, criámos um grupo no WhatsApp para ver quem podia ajudar”, explicou o atleta, de 34 anos.

“Não queremos dinheiro, apenas bens de primeira necessidade. Felizmente, rapidamente apareceram jogadores e até empresas dispostas a ajudar. Em pouco tempo, e apenas de boca em boca, já éramos 250 pessoas e tínhamos uma boa quantia”, prosseguiu.

“A ideia é criar três armazéns, digamos assim, para guardar os alimentos e nós arranjamos maneira de os entregar a quem precisa. Até podemos ir nos nossos carros entregar a casa dos que precisarem, basta entrarem em contacto connosco”, afirmou ainda Ibraime Cassamá, um dos mentores desta ideia.

Via
Noticias ao Minuto

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close