Internacional

MARADONA QUER VOLTAR AO COMANDO DA ARGENTINA: “TRABALHARIA GRATUITAMENTE”

'El Pibe' não ficou satisfeito com a exibição da seleção argentina no Mundial da Rússia.

Em entrevista ao programa de rádio ‘De la mano del Diez’, Diego Maradona falou sobre a prestação da equipa argentina no Mundial da Rússia, depois da seleção ter sido eliminada pela França ainda nos oitavos de final. ‘El Pibe’ lamentou a exibição da albiceleste e mostrou-se disposto a voltar ao cargo de selecionador da seleção argentina: “Trabalharia gratuitamente. Não pediria nada em troca”.

Apesar da oferta de Maradona, o atual selecionador da Argentina – Jorge Sampaoli – tem contrato até 2022 e a sua saída renderia uma indemnização de 17 milhões de euros. No entanto, a imprensa argentina o técnico não vai continuar no cargo de selecionador e pode já ter dado início ao processo de resolução contratual com a AFA (Federação Argentina).

“Não gostei de ver a Argentina ser batida por uma equipa que não penso que seja uma das melhores do campeonato. Fico triste por ver que tudo o que construímos com tanto esforço pode ser destruído com tanta facilidade”, lamentou Maradona.

O antigo jogador foi selecionador da Argentina em 2009/2010. Comandou a equipa em 25 jogos e conseguiu levar a albiceleste a 17 vitórias, no entanto, deixou o cargo de selecionador depois da Argentina ter perdido os quartos de final do Mundial da África do Sul com a Alemanha por 4-0.

Origem
Sapo Desporto

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close