FutebolInternacional

Académico Viseu incorre em exclusão da 2.ª Liga

Em causa está a declaração de não dívida apresentada na candidatura ao licenciamento para 2018/19

O Académico de Viseu está entre os clubes licenciados pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional para a temporada 2019/20. Anunciou o organismo, em 21 de junho último.

De acordo com o relatório final da CI, datado de 7 de junho último. Então, em causa está a declaração de não dívida apresentada na candidatura ao licenciamento para 2018/19. Devido a alegados atrasos no pagamento a três futebolistas, dois dos quais dizem ter acordado verbalmente esta situação e um outro que assegura ter recebido em numerário.

“Assim, a Académico de Viseu Futebol Clube — Futebol, SAD, apesar de ter cumprido formalmente com os pressupostos de natureza financeira (…). Fê-lo, transmitindo à LPFP falsas informações de âmbito económico. Que dizem respeito ao preenchimento dos requisitos e pressupostos de que, nos termos legais e regulamentares, dependia a sua participação numa competição profissional de futebol”. Lê-se no documento da CI, que já foi remetido para o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol . A quem cabe a decisão, passível de recurso para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAD).

Assim, a instrução do processo entende que o emblema beirão infringiu o artigo 92.º do Regulamento Disciplinar da LPFP então em vigor. Cujo ponto 2 determinava “a sanção de exclusão das competições profissionais. Por período a fixar entre o mínimo de seis e o máximo de 10 épocas desportivas”. Para clubes que transmitam informações erradas, relativamente “ao preenchimento dos requisitos e pressupostos de que. Nos termos legais e regulamentares, depende a participação numa competição profissional de futebol”.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo