FutebolInternacional

Humilhado por Steven Gerrard no Rangers: «Mandaram-me para o balneário dos miúdos»

Camaronês Umar Sadiq diz que viveu “um pesadelo” na Escócia

Umar Sadiq tenta recuperar na Serie B italiana das “humilhações” que sofreu no Glasgow Rangers, às mãos do treinador Steven Gerard. O camaronês da Roma, que está emprestado ao Perugia, conta ao ‘Sunday Post’ que passou por momentos difíceis na Escócia.

“De repente disseram-me que já não podia usar o balneário da equipa, tive de trocar de roupa no balneário dos miúdos. Alguns dias depois proibiram-me de estacionar o carro dentro do centro desportivo”, contou então o avançado.

Sadiq explica que nunca entendeu por que razão o treinador mudou de atitude. “Primeiro convenceu-me a ir para a Escócia, depois tudo se tornou num pesadelo. Nunca me explicou nada, foi uma desilusão”, acrescenta assim o camaronês. “Nem sequer me pagaram, ainda tenho no salário de dezembro por receber.”

O jogador fez entretanto quatro jogos pelo Rangers, um na liga, dois na taça e outro num torneio internacional.

“Steven Gerard mostrou ser uma pessoa muito diferente daquilo que eu pensava. Ele chegou a telefonar-me quatro vezes para eu ir para o clube, deu-me os parabéns e disse-me que estaria sempre a meu lado, que me ajudaria a crescer. Fez-me sentir importante e convenceu-me a aceitar.”

Sadiq conta que a atitude do técnico mudou a partir da chegada de Kyle Lafferty. “Foi aí que começaram os problemas e a situação se tornou num pesadelo. Senti-me humilhado e perguntei por que razão houve esta mudança de atitude, mas nunca recebi qualquer resposta. O Gerard entretanto não deu explicações, nem a mim nem aos meus empresários.”

Via
Record
Tags

Artigos relacionados

Back to top button
Close
Close