FC PortoFutebol

Dragão confirma tendência negativa e sai derrotado de Leverkusen

Alario e Havertz marcaram os dois golos da formação germância, mas Luis Díaz relançou a eliminatória com um golo nos minutos finais.

O FC Porto perdeu, esta quinta-feira, na deslocação ao terreno do Bayer Leverkusen, por 2-1, em partida a contar para a primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa.

O encontro na BayArena começou muito equilibrado e sem grandes oportunidades de golo. Destaque para os adeptos da equipa da casa que surgiram nas bancadas com cartazes de apoio a Moussa Marega, que no passado fim de semana foi alvo de insultos racistas na partida diante do Vitória SC.

Num jogo que começou morno, e com muita chuva em solo germânico, a primeira ocasião de real perigo pertenceu à equipa da casa e terminou com um remate à trave de Kai Havertz aos 17 minutos.

Volland cruzou atrasado para o coração da área onde o jovem alemão surge a rematar à trave da baliza de Marchesín. Demirbay tentou a recarga, mas Alex Telles cortou pela linha de fundo.

Os alemães estavam numa fase mais positiva do encontro e foi sem forçar muito o ritmo de jogo que conseguiram chegar à vantagem no marcador à passagem dos 27 minutos. Bender cruzou da direita, Demirbay desviou de cabeça ao primeiro poste e Alario finalizou ao segundo.

O lance fica marcado por alguma hesitação da equipa de arbitragem liderada por Slavko Vincic. O árbitro da Eslovénia terá percebido mal a indicação do vídeoárbitro e numa primeira ocasião anulou o golo, assinalando fora de jogo ao avançado argentino. Vincic voltou a ouvir as indicações do VAR e acabou por validar o lance.

O FC Porto pouco ou nada apareceu nestes primeiros 45 minutos, mas acabou por ‘acordar’ nos minutos finais do primeiro tempo. Uribe apanhou a bola em zona central e disparou um remate fortíssimo que levava selo de golo, mas guarda-redes Hradecky voou para uma enorme defesa que evitou o empate.

A equipa da casa entrou com a mesma toada no segundo tempo e marcou o segundo através de uma grande penalidade; num lance que haveria de ser repetido minutos depois do primeiro.

Manafá agarrou Volland dentro da área, aos 53 minutos, e o árbitro apontou de pronto para a marca do castigo máximo. Na cobrança do penálti Havertz atirou para defesa de Marchesín; mas a equipa de arbitragem mandou repetir o lance porque o guarda-redes do FC Porto estava adiantado antes do jovem alemão bater o penálti. À segunda, Havertz não falhou e aumentou a vantagem do Bayer Leverkusen.

O mesmo Havertz teve nos pés a possibilidade de fazer o terceiro da equipa da casa aos 60 minutos. O jovem, de 20 anos, apareceu isolado, mas Manafá atrapalhou o avançado que perdeu a possibilidade de remate. A bola sobrou para Amiri que rematou para boa defesa de Marchesín.

Contra a corrente do jogo, o FC Porto acabaria por chegar ao golo à passagem dos 73 minutos. Alex Telles bate o pontapé livre, Zé Luís cabeceia para defesa de Hradecky; e Luis Diaz surge ao primeiro poste para reduzir a desvantagem dos dragões.

O golo tardio do colombiano relançou os portistas na eliminatória que dentro de uma semana vão tentar confirmar; em casa, a passagem aos oitavos de final da prova.

Momento do jogo: O Bayer Leverkusen foi superior no primeiro tempo e chegou à vantagem aos 29 minutos. Bender cruzou da direita, Demirbay desviou ao primeiro poste e Alario surgiu ao segundo para confirmar o golo dos alemães.

Via
Noticias ao Minuto

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close