FutebolInternacionalMundial 2018World

Casillas: “Vi Ronaldo festejar o empate contra a Espanha como se fosse uma vitória”

Mundial 2018

Guarda-redes do FC Porto analisou as equipas teoricamente mais fortes do Mundial’2018, revelando que a favorita continua a ser Espanha.

Iker Casillas analisou a primeira jornada do Mundial’2018, que trouxe algumas surpresas e algumas confirmações no que toca a estatutos de favoritos no torneio. O guarda-redes do FC Porto comentou no Facebook os resultados da primeira ronda e revelou a seleção que, a seu ver, é a principal favorita na Rússia, usando a atitude de Ronaldo como exemplo.

“Gostaria de destacar uma seleção, a Bélgica. É verdade que não é a favorita à priori, mas pelos jogadores e pela qualidade que têm… A Bélgica, pelo menos, teve uma vitória contundente. No entanto, mantenho a minha opinião depois dos jogos que vi: a favorita é a Espanha, pela sua maneira de jogar. Continuo convicto. No outro dia apareceu Cristiano em todo o seu esplendor, mas até ele festejou o empate como se fosse uma vitória. Empatar com a Espanha, pelo nível que tem, parece quase uma vitória”, referiu Casillas.

A derrota da Alemanha frente ao México, a primeira grande surpresa do torneio, não fez esmorecer a confiança de Casillas na atual campeã do Mundo. “A Alemanha, apesar da derrota com o México, também me parece uma equipa com um jogo muito parecido com o de Espanha. A campeã do Mundo renovou-se e gostei muito de os ver jogar. É certo que o México apresentou-se forte e com um estilo diferente e ganhou, mas creio que a Alemanha perdoou uma ou outra ocasião de golo”, considerou.

A Argentina, que figura entre o lote de candidatos ao Mundial, desiludiu o guarda-redes do FC Porto. “A Argentina é uma das seleções que têm que dar muito mais. Não se pode descartar porque tem bons jogadores, como Dybala, que não saiu do banco. Sampaoli vai formar uma equipa muito boa e que seguramente vai estar na luta até ao fim”, referiu.

A prestação de Modric na vitória da Croácia frente à Nigéria também mereceu elogios por parte de Casillas, enquanto França e Inglaterra não convenceram o espanhol.

“Gostei muito da Croácia frente à Nigéria, Modric está num momento de forma sensacional. Há que ter cuidado. França, Inglaterra… Sim, não, sim não… Vi coisas boas, mas não me transmitiram essa segurança total que me diz que podem olhar nos olhos o Brasil, que merecia mais com a Suíça, mas tem muitos bons jogadores e vai estar por aí”, rematou.

Fonte: O Jogo.

Origem
O Jogo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close