Futebol

Bruno Lage: «Não há tempo para dormir quanto mais para falar com quem quer que seja»

Treinador do Benfica não conversou com o irmão, adjunto no Rio Ave, sobre o jogo da 10.ª jornada na Luz

Certamente, O Benfica recebe amanhã o Rio Ave, em jogo de abertura da 10.ª jornada (18 horas), um encontro que vai colocar frente-a-frente Bruno Lage e o irmão, Luís Nascimento, adjunto de Carlos Carvalhal nos vilacondenses, e que o treinador dos encarnados prefere analisar de uma forma mais ‘fria’..

“Não falei com o meu irmão, não tivemos tempo. Em jogos tão consecutivos, não há tempo para dormir quanto mais falar com quem quer que seja. Temos de dividir este jogo em dois planos: o primeiro emocional pelo que me liga à equipa técnica, ao Carvalhal, ao João Mário, ao Luís. Mas depois de uma forma fria, ver o jogo pelos 90 minutos e perceber a enorme competência do Rio Ave. Estamos preparados para enfrentar o nível apresentado pelo Rio Ave. Temos de olhar para os dois jogos com o Sporting e o jogo com o FC Porto. Temos de estar no nosso melhor para vencer e fazer uma boa exibição perante os nossos adeptos. O nosso objetivo é conquistar os três pontos”.

Aliás, E prosseguiu: “O jogo não é entre treinadores, é entre duas equipas. Não é caso único, já aconteceu haver estes reencontros nas carreiras, é um facto que temos um passado em comum. Quando cheguei ao Benfica tive a oportunidade de estagiar com ele no Belenenses e no V. Setúbal. Posteriormente houve a oportunidade de o reencontrar no Dubai e depois surgiu o convite de trabalhar com ele três anos em Inglaterra. Também recebi um convite para escrever um livro juntamente com o João Mário. Assim, É um treinador pelo qual tenho enorme admiração. Assim, Somos amigos, tem como seu adjunto o João Mário.

Via
record
Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close