Benfica

Witsel lembra dificuldades no Benfica

Médio belga recordou aquilo que disse ao pai nos primeiros tempos na Luz

Numa longa entrevista ao portal SPOX e à plataforma online de transmissões DAZN, Axel Witsel passou em revista a sua carreira e lembrou a passagem de uma temporada pelo Benfica. Uma fase curta da carreira, onde passou por várias dificuldades, ao serviço de um clube onde, assume, se imaginou a atuar durante cinco temporadas.

“As primeiras duas ou três semanas foram um pouco estranhas. Se toquei duas vezes de seguida na bola já era muito…

A intensidade era muito maior. Antes de receber a bola já tinha de saber onde jogar. Inicialmente tive de me adaptar a esse nível, mas depois de três semanas já estava adaptado. Não tive dúvidas, mas tinha saudades de casa.

Não me sentia bem, porque tinha a noção de que não estava a treinar bem o suficiente. Sou alguém que precisa de ter a bola e atuar como número 10. Lembro-me de ter dito ao meu pai ‘não percebo. Mal consigo ter a bola e farto-me de correr. Isto não é futebol’. Ele acalmou-me e disse-me ‘tem calma que a tua hora chegará. São apenas três semanas e não tarda estarás adaptado’. E tinha razão”, começou por lembrar o belga, que um ano depois de chegar à Luz partiu rumo ao Zenit. Ainda assim, tudo poderia ter sido bem diferente…

“Tive oportunidade de ir para o Real Madrid quando o Mourinho estava lá. Mas nesse ano contrataram o Luka Modric, por isso para mim uma transferência para lá não fazia sentido.

Além disso, temos de ver que o Benfica ganhou muito dinheiro comigo nessa altura. Até ao João Félix eu tinha sido o jogador mais caro que tinham vendido”, recordou.

Via
record
Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close