BenficaFutebol

Benfica perde em Kharkiv, amplia série negativa e complica Liga Europa

Shakhtar de Luís Castro foi mais competente, eficaz e está em vantagem a meio de eliminatória.

O Benfica perdeu, esta quinta-feira, perante o Shakhtar (1-2), em jogo referente à 1.ª mão dos 16avos de final da Liga Europa. A equipa de Bruno Lage ampliou, assim, para quatro os jogos consecutivos sem ganhar e complicou as contas para o apuramento na prova europeia.

A noite em Kharkiv foi de total desinspiração encarnada, situação que foi devidamente aproveitada pelos ucranianos liderados por Luís Castro.

Filme do jogo

A primeira parte contou com muito atrevimento dos ucranianos e pouca inspiração e atitude por parte das águias. O Shakhtar entrou melhor, assumiu o controlo do jogo e até conseguiu inaugurar o marcador logo aos 20 minutos. Taarabt escorreu à entrada da grande área adversária e os comandados de Luís Castro aproveitaram para desenhar uma jogada de contra-ataque que culminou com Marlos a bater Odysseas.

No entanto, o lance de golo acabaria anulado após consulta do VAR. O internacional ucraniano estava em fora de jogo no momento em que recebeu a bola.

O lance acordou o Benfica em termos defensivos, mas continuou sem grande poderio ofensivo. Apenas aos 44 minutos surgiu o único lance de perigo das águias. Pizzi apareceu em boa posição, mas não conseguiu acertar na baliza à guarda de Pyatov.

O intervalo chegou e o Benfica só poderia estar satisfeito pelo empate após uma primeira parte sem qualquer traço de criatividade.

A segunda parte praticamente começou com o Shakhtar a marcar. Depois de uma defesa importante de Odysseas, a equipa de Luís Castro acabaria por chegar à vantagem através de um belo remate de Alan Patrick aos 56 minutos.

O Benfica conseguiu reagir e passados 11 minutos, o capitão Pizzi transformou uma grande penalidade em golo. Na sequência do lance, Tomás Tavares tinha marcado, mas o lance acabaria anulado por falta de Kryvtsov sobre Cervi.

Ainda assim, o empate pouco durou no marcador. Aos 72 minutos, os ucranianos voltaram a bater Odysseas, num lance em que Rúben Dias borrou a pintura. O internacional português perdeu a bola em zona proibida e permitiu que Taison assistisse Kovalenko.

Bruno Lage tentou reagir e lançou Carlos Vinícius e Rafa Silva para dentro de campo, mas o Benfica estava em noite não e foi incapaz de restabelecer o empate por uma segunda vez.

O relógio não parou, o árbitro apitou e o Benfica saiu derrotado de Kharkiv e, diga-se, com toda a justiça. O Shakhtar foi superior em quase todos os parâmetros da partida.

Ainda assim nada está perdido e daqui a uma semana, a 27 de fevereiro, as duas equipas voltam a medir forças, desta vez no Estádio da Luz.

Momento do jogo: O segundo golo do Shakhtar deitou por terra a estratégia pouco atrevida e ofensiva do Benfica. A partir daí, já se adivinha qual seria o desfecho do encontro.

Via
Noticias ao Minuto

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close