BenficaFutebol

ANÁLISE: BENFICA PÔS FIM AO JEJUM, DEPOIS DE QUASE UM MÊS SEM VENCER

O Benfica venceu este domingo o Tondela, em jogo a contar para a 10º jornada do campeonato.

O Benfica venceu o Tondela, no Estádio João Cardoso, este domingo, a contar para a 10º jornada do campeonato nacional. Conti fez autogolo ao primeiro minuto de jogo e deu vantagem à equipa da casa. Mas, pouco depois Jonas empatou a partida. Seferovic (64′) e Rafa (75′) marcaram os restantes golos do jogo.

O jogo: A ‘águia’ virou fénix e renasceu das cinzas

Há quase um mês que o Benfica não vencia um jogo. Na verdade, desde 18 de outubro de 2018, que os ‘encarnados’ não sorriam no final de um partida. A última vitória tinha sido contra o modesto Sertanense, para a Taça de Portugal. Depois desse jogo seguiram-se as derrotas com Ajax, Belenenses e Moreirense, bem como o empate novamente com o Ajax.

Mas, quase um mês depois, Rui Vitória teve motivos para sorrir, com a vitória da sua equipa. Apesar de começar a perder logo ao primeiro minuto de jogo, o Benfica não se deixou ficar e menos de dez minutos depois empatou. Depois de vários jogos em que a equipa apareceu adormecida, os adeptos benfiquistas até ficaram espantados com a vontade que a equipa demonstrou em querer virar o jogo.

Depois de uns primeiros 15 minutos de jogo cheios de emoção, o ritmo baixou no Estádio João Cardoso e o jogo ficou meio ‘morno’. No entanto, pela calada, o Benfica ia-se aproximando da baliza de Cláudio Ramos e não dava descanso ao guarda-redes do Tondela. Mas, do outro lado, a equipa de Pepa também estava bem acordada e pronta a explorar qualquer fragilidade do Benfica.

A primeira parte continuou morna, com algumas oportunidades de golo, mas nenhuma delas traduzida no marcador. Com o início da segunda parte o panorama mudou. Menos de dez minutos depois do apito, o Tondela ficou a jogar com 10, devido à expulsão de David Bruno. A partir daí, as dificuldades aumentaram para os tondelenses.

Apesar de mostrar um maior domínio da partida, o Benfica não ‘brilhava’, apesar de estar a jogar com mais um. Mas eis que Seferovic entrou, marcou e encantou. Aos 64 minutos, os ‘encarnados’ passavam para a frente do marcador. No entanto, as fragilidades defensivas do Benfica continuavam à vista.

Mesmo assim, Rafa ainda conseguiu chegar ao terceiro e deixar a equipa a respirar de alívio, com um resultado bastante confortável, apesar dos problemas no setor defensivo. Já perto dos 90, Ícaro é expulso com vermelho direto e deixa os benfiquistas a ‘esfregar as mãos’ de contentamento. O Tondela ficava assim com nove jogadores e a prever um desfecho pouco feliz, que veio a confirmar-se.

Os melhores: O capitão e o guarda-redes ‘brilham’ no regresso às vitórias

O capitão dos ‘encarnados’, André Almeida, foi o homem de destaque no jogo deste domingo. O lateral direito do Benfica fez a assistência de dois dos golos da equipa de Rui Vitória, um na primeira e outro na segunda parte. Além disso, o jogador das ‘águias’ esteve bem nas ações com bola, desarmes e duelos. A André Almeida junta-se o guarda-redes Odysseas Vlachodimos. Apesar de ter sofrido um golo, o guardião dos ‘encarnados’ fez três defesas que deram segurança à equipa e consequentemente a vitória sobre o Tondela.

Os piores: Um argentino distraído e um brasileiro imprudente

Numa noite menos inspirada esteve Franco Cervi. O avançado do Benfica não acertou uma esta noite, literalmente. Fez dois remates, nenhum deles enquadrado, e cruzou cinco vezes, nenhuma delas com sucesso. Além disso, perdeu a bola… várias vezes. Também do lado do Tondela houve um homem em dia ‘não’. Ícaro, tinha feito um bom jogo, mas acabou expulso com cartão vermelho, ao fazer um carrinho a Rafa por trás, o que só complicou as contas da equipa do Tondela.

Origem
Desporto.sapo

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo