FutebolSporting

Adeptos do Sporting perderam a paciência

Claques em silêncio nos minutos iniciais e fora do estádio antes do final. Keizer viu lenços brancos

Sporting regressou às competições europeias com o pé esquerdo. E, como se não bastasse a derrota, a ligação entre os adeptos e a equipa saiu fortemente abalada após sofrer novo duro golpe. Depois de os últimos meses de 2018 terem reaproximado as partes, o que coincidiu com a chegada de Marcel Keizer e foi fruto de resultados positivos e boas exibições. Aliás, a recente série de desilusões voltou a trazer a contestação à tona. E ontem, em especial, a insatisfação subiu claramente de tom. Algo visível pelos múltiplos cânticos de desagrado, coros de assobios e, no final do jogo, lenços brancos.

Depois de, em Santa Maria da Feira, as claques terem colocado as faixas ao contrário, os sinais de descontentamento voltaram a surgir. Durante os 10 minutos iniciais não se ouviram quaisquer cânticos, nem tão-pouco as bandeiras foram erguidas. Mas nesse período, Alvalade ficou num silêncio praticamente ensurdecedor e o Villarreal aproveitou… para marcar. Com efeito, o primeiro cântico, aos 12 minutos, acabou por ser um prenúncio do que estava para vir: “Joguem à bola, que a camisola é para suar”. Já na 2ª parte, e dada a inépcia dos leões, mais uma crítica vinda da Curva Sul: “Vocês são uma vergonha”

Sem perdão

Ainda durante o período de compensação, a maior parte dos elementos nos sectores destinados às claques abandonaram o estádio. Aliás, os que ficaram, em conjunto com vários outros adeptos espalhados pelo estádio, sacaram dos lenços brancos. Keizer nem os viu, pois entretanto saiu de imediato para o balneário.

Via
Record

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo